quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Esperei pelo Amor

Esperei pelo amor

Por fim o encontrei
a espera terminou
surgiste não sei de onde
e o amor ficou

Agora que o encontrei
a solidão se foi
o carinho voltou
ah!
como é maravilhoso
voltar a amar
voltar a ser amada!
meu coração
preenchido ficou

Digo com gratidão
que este amor
libertou a minha alma
de todo o mal
de toda a solidão

Valeu a pena
tudo o que passei
angústia, solidão e dor?
sim!
pois...
pacientemente

Esperei pelo amor

M. Godinho

Sculptor- Brigitte Teman

6 comentários:

  1. É a espera que valoriza o amor...

    ResponderEliminar
  2. Devido a problemas de saúde não tenho agradecido e retribuído os comentários ao meu último post com a brevidade com que habitualmente o faço...
    Aos poucos, e, como sempre, respeitando a ordem de recebimento, hei-de chegar a bom termo... :)
    Toda esta explicação se destina a justificar só hoje ter vindo...
    O teu poema é bastante interessante. Saber esperar é uma grande virtude, e, às vezes, a espera compensa.
    Contudo, tratando-se de sentimentos, não podemos esquecer que muitas vezes são transitórios e... enganadores.
    Apesar de toda a prudência que possas deduzir das minha palavras... desejo-te muita sorte no novo amor.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo Mariazita, a saúde em primeiro lugar, em relação ao poema em questão, respondo que foi elaborado há bastante tempo, só agora estou a publicar os que tenho guardados.
      De momento não existe nenhum amor de novo na minha vida, já existiu sim, na altura em que elaborei este poema, mas ainda não perdi a esperança de encontrar alguém que me faça feliz.
      Beijinho e agradeço o teu comentário.
      Maria

      Eliminar
  3. Maria, teu poema me encantou; a foto da magnífica escultura não passou de coadjuvante frente a tamanha expressividade das tuas trovas...
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grata pelo comentário, beijinho
      Maria

      Eliminar