segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Ficar Só

Aprender a ficar só

Ah! 
Meu amor
meu amante...

Quem dera pudesses entender
Que sem o teu amor
sem a tua respiração
ofegante e quente
que senti na loucura da paixão
Não posso
não consigo viver

Fiquei só
Com esta angústia
que aperta e fere o peito
Com este nó no coração
com este nó na garganta
Como é triste...
não conseguir chorar
não conseguir aliviar
toda a dor em mim contida
Este nó aprisionou e
acorrentou todo o meu sentir
Fiquei só
viver assim não é viver
quiçá eu precise...

Aprender a ficar só

M. Godinho

Sem comentários:

Enviar um comentário